Alphabet

Desde da criação oficial da Google há 11 anos atrás que os seus criadores Larry Page e Sergey Brin juraram nunca tornar a Google numa empresa convencional e prometeram apostar sempre em coisas que os entusiasmem, apesar de não se relacionarem com o seu principal negócio. Page e Brin, que até dia 10 de Agosto de 2015 foram CEO e Presidente da Google respetivamente, sempre quiseram alcançar mais e fazer coisas importantes e significativas e mais que comprovaram, em todos estes 11 anos, o seu próprio modelo de negócio que dita que uma empresa para continuar relevante, nesta grande industria tecnológica, tem que sair um pouco da sua zona de conforto e apostar em ideais revolucionárias.

In the technology industry you need to be a bit uncomfortable to stay relevant

   

Numa publicação do blog oficial da Google, Larry Page deixou uma mensagem muito interessante, afirmando que a Google está funcionar muito bem mas que tudo pode funcionar de forma mais limpa e responsável e por isso, Larry Page decidiu criar uma nova empresa denominada Alphabet. A Alphabet vai ter como CEO Larry Page e como Presidente Sergey Brin, a dupla imparável, deixando assim um cargo de CEO livre na Google.

O objetivo desta nova empresa é a organização de todos os projetos que até agora têm sido desenvolvidos e financiados pela chamada Google que todos conhecemos como o gigante da Internet e a questão é mesmo essa. Muitos desses projetos não estão nada relacionados com a função principal da Google e até foram considerados meras distrações que consequentemente estavam a comprometer todo o trabalho que a Google devia estar a desenvolver e esse trabalho é exatamente todos os produtos relacionados com a Internet.

Numa tentativa de manter tudo organizado e de a “verdadeira” Google focar-se realmente no seus Produtos de Internet, todos os projetos menos aqueles relacionados com a Internet vão passar para o domínio da Alphabet. Assim desaparece a Google Inc. e passa a existir a Alphabet Inc. que é, nem mais nem menos, um conjunto de empresas das quais a Google agora faz parte. Agora, o plano de Page e Brin é que cada empresa/projeto tenha o seu próprio CEO com a função de coordenar a sua empresa e de transmitir todos os desenvolvimentos aos dois “grandes chefes”, Larry Page e Sergey Brin, que ficam felizes por ajudar quando necessário e vão controlar e distribuir rigorosamente o capital para que todos os projetos sejam bem-sucedidos e só assim vão conseguir dirigir vários projetos que no fundo não estão relacionados uns com os outros mas que continuam a ter a sua importância. Na sua publicação, Larry ainda realça que ele e Sergey estão realmente no negócio de começar coisa novas, o que é comprovado por esta ação de criar a Alphabet.


sundar-pinchai

A Google sofre assim uma pequena redução, mas mesmo assim torna-se a maior empresa a estar no domínio da Alphabet e para comandar este “ainda” gigante está o Sundar Pichai que surpreendeu muito pelas suas ideias, entusiasmo e dedicação quanto tomou as rédeas de vários projetos como o Android, Chrome e Search em Outubro do ano passado. Trabalhando também de muito perto com Larry Page, Sundar Pichai tornou-se uma pessoa de confiança e muito importante no mundo da tecnologia por isso, com esta reorganização, a escolha de Sundar para CEO da Google foi relativamente fácil para Larry e Sergey. É importante notar também que a Google vai continuar a controlar em seu nome alguns projetos como o Youtube e Android e que com a reorganização vai melhorar ainda mais devido a uma maior concentração.

Para o domínio direto da Alphabet passa o famoso Laboratório X e o Ventures and Capital que está encarregue dos investimentos. “O nome “Alphabet” não foi escolhido ao acaso pois significa um conjunto de letras (alfabeto) que representam a linguagem, que é uma das mais importantes inovações da Humanidade” afirma Larry Page na sua publicação, que no final da mesma realça que a Alphabet não foi criada para ser uma marca, mas sim para que empresas Alphabet consigam a sua independência e desenvolvam a suas próprias marcas.

Talvez queiras ver:

Membro do 4GNews há já 1 ano e estudante no 12º ano. Se bem me lembro , comecei a interessar-me por smartphones e outras coisas desde o momento que consegui perceber do que realmente se tratavam! Tive imensa sorte e encontrei este site, mandei um email e aqui estou a escrever para a 4GNews - um site originalmente PORTUGUÊS.