Activision continua guerra contra os hackers no Call of Duty: Warzone!

Vitor Urbano
Comentar

Desde que foi lançado, o Call of Duty: Warzone tem um enorme problema que a Activision continua a batalhar, milhares de harckers que arruínam a experiência de jogo para os restantes jogadores. O estúdio volta a realçar a sua determinação em expulsar de vez esta comunidade de batoteiros que ensiste em arruinar o seu jogo.

Na mais recente ação contra hackers, a Activision confirmou que baniu mais de 60.000 contas de jogadores que utilizavam batotas para melhorar a sua performance.

Call of Duty: Warzone Cheat

Através de uma publicação no seu blog oficial, o estúdio revelou que até agora, já baniram mais de 300.000 contas desde o lançamento do jogo. Além disso, voltam a salientar que continuam a investir muitos recursos na melhoria dos seus sistemas anti-cheat e outras tecnologias de deteção de hackers.

Call of Duty: Warzone está a ser destruído pela gigante comunidade de batoteiros!

Este problema ganhou tamanha dimensão que muitos dos mais populares streamers já abandonaram o jogo, recusando-se a "batalhar" contra este tipo de jogadores. Um dos que mais abordou o assunto foi Vikkstar123, streamer que conta com mais de 7 milhões de seguidores no YouTube.

Num dos seus vídeos, mostra mesmo um destes hackers em jogo, ficando incrédulo ao descobrir que fazia streaming no Facebook. Como se pode ver no vídeo, não se pode sequer considerar estes hackers jogadores. Mais incrível ainda é o facto de que alguns destes streamers conseguem mesmo ser integrados no plano de monetização do Facebook Gaming, ganhando dinheiro enquanto quebram todas as regras básicas do mundo gaming.

Tal como salienta Vikkstar123, este tipo de experiência de jogo é observado em praticamente todos os lobbies do Warzone, sendo por vezes demasiado óbvio que os teus adversários utilizam ferramentas ilícitas.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.