Acordo entre Apple e Amazon poderá ser ilegal. Entende porquê

Carlos Oliveira
Comentar

No final do ano passado, as gigantes Apple e Amazon celebraram um acordo que permite à gigante do retalho vender os produtos da Apple na sua loja online. À luz do que foi acordado, será a Apple a fornecer os seus produtos diretamente à Amazon.

Contudo, este acordo poderá estar a infringir as leis da concorrência nos EUA. De acordo com o que avança o The Verge, a Comissão Federal do Comércio (FTC) americana está a averiguar a legalidade dessa parceria.

No caso de a FTC considerar as empresas culpadas por violação das regras da concorrência, estas podem incorrer em multas que ascenderão aos milhares de milhões de dólares.

Acordo entre Amazon e Apple poderá ditar o fim dos pequenos vendedores

Com a Amazon a vender os produtos da Apple diretamente na sua loja, os vendedores terceiros poderão ter os dias contados. É referido que estes vendedores têm sido notificados que não mais poderão vender produtos Apple recondicionados na Amazon. A menos que cumpram com algumas exigências.

Uma das exigências impostas é que os pequenos vendedores comprem um inventário de 10 milhões de dólares por ano. Este é um objetivo irrealista para alguns destes vendedores.

Além disso, estes pequenos comerciantes teriam de chegar a um acordo com a Apple para poderem continuar a vender os seus produtos. Contudo, esse acordo dificilmente será alcançado porque não existem razões para a Apple autorizar a venda dos seus produtos por preços abaixo dos praticados por ela.

Especialistas acreditam que estas práticas são ilegais

O especialista em regras da concorrência Sally Hubbard acredita que o acordo entre a Amazon e a Apple é ilegal. Segundo ele, aquilo que as gigantes fizeram foi "criar um portão" em volta da marca da maça.

Tal ocorre quando uma plataforma de vendas online faz um acordo com uma empresa para que vendedores terceiros deixem de vender os mesmos equipamentos a preços mais baixos. Tal leva a que estes comerciantes tenham de se acordar com as marcas para continuar a sua laboração, o que pode nunca vir a ocorrer.

Ainda não existe nenhum veredicto na investigação da FTC, pelo que teremos de aguardar pelas suas conclusões. No caso desta agência americana considerar este negócio ilegal, a Amazon terá de retirar os produtos da Apple de todas as suas lojas e ainda poderá incorrer numa multa elevada.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.