A Xiaomi quase que arruinou os smartphones da POCO (Pocophone). Entende

Filipe Alves
1 comentário

A POCO, empresa eu fabricou o primeiro Xiaomi Pocophone F1, declarou que se separou oficialmente da Xiaomi. Esta é uma medida importante para a marca mas ainda mais importante para os utilizadores.

Não entendas mal esta decisão. A POCO ainda faz parte da Xiaomi, contudo, tal como a Redmi, já não precisa do abalo da Xiaomi para lançar o que quer que seja. Ou seja, existe uma independência maior e decisões são tomadas pela POCO e não pela Xiaomi.

Xiaomi deu vantagem à Redmi em vez dos smartphones Pocophone

Xiaomi Pocophone POCO

Todos ficamos incrédulos quando no ano passado não vimos a ser revelado de forma oficial o sucessor ao Xiaomi Pocophone F1. Afinal de contas o smartphone da POCO tinha sido um sucesso tremendo.

Porque razão tal aconteceu? Muito simples na verdade. A Xiaomi preferiu dar prioridade à submarca Redmi. Uma marca que ganhou reputação com os smartphones de entrada da Xiaomi e que acabou por se transformar na sua própria submarca.

Visto que não deveria haver dinheiro para investir em todos, a Xiaomi decidiu deixar os smartphone Pocophone em Standby. Escusado será dizer que isso foi quase uma facada na POCO que com apenas um smartphone conquistou meio mundo.

POCO lançará bem mais smartphones daqui para a frente

Xiaomi Pocophone POCO

A POCO tem apenas um equipamento no seu portfólio, porém, com esta decisão da Xiaomi, significa que a marca terá a sua independência para atacar onde quer. Aliás, poderá (e deverá) fazer concorrência à Redmi.

No final do dia, os lucros sairão para a Xiaomi. Porém, com a sua própria gestão a POCO conseguirá atacar onde quer, como quer e sem ter de dar justificações à Xiaomi. A não ser quando apresentar o seu relatório de contas.

A Xiaomi quase matou a POCO ao adiar o lançamento do sucessor ao bem recebido Xiaomi Pocophone F1, mais destas decisões não atrapalharão a POCO de conquistar o mundo. Veremos se a marca terá capacidade para mostrar aquilo que vale agora sem o olhar atento da Xiaomi.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.