OnePlus-2.jpg-2“A Oneplus não foi concebida como um produto mas sim como uma ideia” Esta foi uma das primeiras e mais marcantes frases ditas por Carl Pei no início da apresentação da marca.

O OnePlus 2 não foi apresentado num palco mas sim num edifício acolhedor, na sede da marca e junto de muitos dos fãs que ajudaram a erguer esta marca. Somos convidados a entrar na sede da marca assim que colocamos os óculos VR, vamos lá conhecê-lo.

   

Em seguida chegamos a uma sala espaçosa e acolhedora com pavimento de madeira, tecto falso e paredes brancas, no centro da divisão temos 3 sofás pretos onde se encontram alguns fãs que estiveram a utilizar o OnePlus 2 e que partilham as suas opiniões desse período experimental.

A entrevista é conduzida pelo CEO Carl Pei e pouco depois temos uma breve opinião de vários fãs por todo o mundo, uma experiência rica, envolvente e que mostrou as incríveis potencialidades da Realidade Virtual.

O ritmo abranda, de volta à narrativa do CEO, as perspectivas e prognósticos para o futuro da marca e a filosofia do OnePlus 2. Produtos que o público quer realmente, OIS, câmara com o realce metálico, a experiência de utilização, o Oxygen OS (o sotaque denso do mandarim), construir algo mais do que especificações potentes.

Vê também: Razões para o OnePlus 2 ser mais um Flagship Killer 15/16

“As especificações são chatas, é a parte mais chata de qualquer smartphone“, o Snapdragon 810, 4 GB de memória RAM, 64 GB armazenamento interno, ecrã de 5.5 polegadas, bateria de 3300 mAh. Pois bem, e esse Snapdragon 810? Em seguida o vice-director de marketing da Qualcomm aparece no grande ecrã de uma sala de conferências e descreve-nos todo o potencial deste SoC. Referências aos sobre-aquecimento? Não, nem uma!

Adiante, o próximo passo é o vídeo de apresentação do OnePlus 2, o típico filme promocional. Logo após, estamos de volta à sala de conferência com o CEO (que recebe uma chamada da mãe) e em seguida nos mostra o novo smartphone bem perto de nós.

Posto isto voltamos às opiniões de vários dos fãs (numa mesa redonda) falando sobre os materiais de construção, design, botões, câmara fotográfica com OIS (estabilização óptica da imagem), o laser para focagem, o ecrã de 5.5 polegadas com resolução Full HD 1080p com vários truques na manga.

Em seguida temos uma viagem guiada pelas várias características e especificações técnicas do OnePlus 2, o impacto que cada uma delas terá na nossa vida, desde o USB Tipo C, o leitor de impressões digitais, o botão físico para alternarmos entre vários padrões de notificações (silêncio, vibração, normal).

Vê também: Razões para o OnePlus 2 NÃO ser um Flagship Killer 15/16

As capas removíveis que tem um novo sistema de fixação, novas cores e novos materiais. O software Android Lollipop, a valorização da estabilidade do Oxygen OS, a autonomia de bateria, a personalização com os temas (escuro ou colorido),  vários pacotes de ícones e muito mais.

A nova interface da câmara, a possibilidade de gravação em slow-motion a 120fps é só um dos exemplos dos modos e funcionalidades da câmara fotográfica de 13 MP com OIS.

Melhores especificações do que tudo o que existe no mercado neste momento. Uma das melhores câmaras tanto em fotos diurnas como nocturnas. Design elegante e simples. Características e  inovações futuristas. Estes são os 4 pontos que caracterizam o OnePlus 2 (o auto-intitulado flagship killer de 2016).

Quando é que poderei adquirir um OnePlus 2? A partir de 11 de Agosto estará disponível para encomenda em todos os principais mercados mundiais. Preços? Não…apagaram as luzes antes de dizer!

E desta forma termina a apresentação do OnePlus 2 (Never Settle), verdadeiramente inspirador.

Talvez queiras ver:

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).