LG G Flex 2 3

A Samsung e a LG têm sido as pioneiras no fabrico de ecrã curvos, desde o LG G Flex até ao atual Galaxy S6 as gigantes sul-coreanas mostraram-nos que não só é possível fabricar em massa  ecrã curvos como também é rentável e relativamente acessível. A Samsung supostamente vai lançar um smartphone dobrável no início do próximo ano e a LG, pelos vistos, também está a apostar na tecnologia e ainda tem uns truques na manga quando se fala em ecrãs curvos.

   

Relacionado: Samsung poderá apresentar o primeiro smartphone dobrável em Janeiro 

De acordo com um site sul-coreano, a LG supostamente não só se está a prepar para produzir em massa vários ecrãs dobráveis como também vai fornecê-los a uma empresa dos Estados Unidos, ou seja, a LG, apesar de começar a produzir os seus ecrãs dobráveis, não está a desenvolver um smartphone ou qualquer outro dispositivo que utilize esta tecnologia mas sim, está a vender estes produtos a outra empresa dos US que realmente vai fazer uso desses produtos.

Relacionado: Samsung patenteia “Turtle Glass” será este o revestimento dos ecrãs flexíveis?

A especulação começa agora e as principais perguntas relacionadas com este relato são mesmo: “que empresa misteriosa dos Estados Unidos é essa?” e ” o que estará essa empresa a pensar fazer com esses ecrã dobráveis?”. Respondendo de forma pouco clara, o relato do site sul-coreano afirma que o objetivo da empresa de software é competir com a Samsung e a Apple no mercado dos smartphones topo de gama, com um smartphone dobrável. Infelizmente continuamos sem saber qual é essa empresa.

lgflexibledisplay-e1381253172554

Neste momento, podemos eliminar logo a Apple que, apesar de supostamente já ter colaborado com a LG para produzir os ecrãs OLED do Watch, não vai abandonar o seu atual conceito do iPhone. Curiosamente, esta empresa, de acordo com o mesmo site, também esteve interessada em fazer parceria com a Samsung mas acabou por escolher o exato rival da Samsung, a LG.

Pelos vistos, o interesse da “empresa mistério” nos ecrãs dobráveis da LG é tanto, que esta está a dividir os custos com LG, ou seja, a pagar metade do investimento, que incluí não só a construção de novas instalações como também de todo o desenvolvimento necessário para começar a produção da grande encomenda de ecrã dobráveis. Com isto em mente, os custos devem rondar uns milhares de milhões de euros e não são muitas as empresas com capacidade de esbanjar tanto dinheiro, dito isto, concluímos que o parceiro silencioso da LG tem grandes “posses”.

O site sul-coreano fala precisamente numa empresa dos Estado Unidos mas provavelmente, pode-se tratar de um equívoco e essa empresa apenas ter sede nos Estados Unidos. Assim, podemos pensar na BlackBerry, com o seu novo Venice, mas está sediada no Canadá e neste momento não tem a capital suficiente para investir tanto noutra empresa.

blackberry_venice_livefoto2

A Motorola é outra opção para a parceira da LG, pois tem sede nos Estados Unidos e acesso ao banco pessoal da Lenovo, que a adquiriu no ano passado. A Huawei também é outra opção, mas o relato claramente não menciona a China. Podemos também ver toda a história de outra forma, e pensar porquê que a própria LG ainda não produziu algo com a sua tecnologia, visto que está basicamente pronta para lançar ao mercado e que já foram desenvolvidos vários protótipos com essa tecnologia.

O relato acrescenta também que, a parceira da LG pretende lançar o seu produto ao mesmo tempo que a Samsung vai lançar o seu smartphone dobrável, algo muito interessante também. Com o passar do tempo de certeza que saberemos mais alguma coisa sobre a parceira da LG, por isso estejam atentos.

Talvez queiras ver:

Membro do 4GNews há já 1 ano e estudante no 12º ano. Se bem me lembro , comecei a interessar-me por smartphones e outras coisas desde o momento que consegui perceber do que realmente se tratavam! Tive imensa sorte e encontrei este site, mandei um email e aqui estou a escrever para a 4GNews – um site originalmente PORTUGUÊS.