blocks-modular-smartwatchUma das razões pela quais sentimos necessidade de trocar de smartphone, tablet e demais dispositivos móveis com bastante frequência é a impossibilidade de fazer um simples upgrade a um ou outro componente. Actualmente, a vida útil de um smartphone não ultrapassa os dois anos, ainda por cima com as marcas a convencer-nos a trocar todos os anos de equipamento.

Criou-se um ciclo vicioso de obsolência programada que afecta indiscriminadamente todas as plataformas e sistemas operativos, um ciclo consumista tão bem urdido, seja pelo incansável marketing que todos os anos nos impinge o novo produto, pela rápida evolução da tecnologia, pela ansiedade de superar o vizinho e ter a coqueluche mais recente, entre tantas outras supérfluas razões.

Hoje em dia os smartphones e os smartwatch’s  ou relógios inteligentes são estanques, isto é, não podemos abri-los e simplesmente substituir uma ou outra peça e componente, oxalá isso fosse possível. Além de diminuir o desperdício de materiais e, consequentemente, diminuir a pegada de carbono, iria dar azo a que pudéssemos personalizar verdadeiramente todos estes dispositivos que nos acompanham directamente, além de poupar-mos um bom bocado.

   

Pois bem, esta ideia tem seduzido cada vez mais pessoas e, entre elas, temos os engenheiros e membros da Blocks Wearables, uma marca do Reino Unido que está a desenvolver o primeiro smartwatch totalmente e verdadeiramente modular. Chama-se Blocks e já teve direito a uma parceria com a Qualcomm, a gigante produtora de processadores para dispositivos móveis e casa mãe dos SoC Snapdragon.

A Blocks Wearables está a trilhar um percurso sério e bastante promissor, será bem mais do que uma mera curiosidade ou protótipo condenado ao esquecimento (espero eu) e esta parceria com a Qualcomm vem reforçar esta ideia.

Os primeiros protótipos da Blocks Wearables e do seu relógio modular (Blocks) foram demonstradas na feira internacional CES Las Vegas correndo o sistema operativo Android (não o Android Wear mas sim Android mesmo), com possibilidade de conexão a dispositivos iOS e Android.

O ponto forte da Blocks Wearables e do seu smartwatch será mesmo a possibilidade de escolha dos vários componentes, sejam eles o processador, memória RAM, armazenamento interno, bateria, GPS, etc. Digamos que é o companheiro perfeito para o smartphone modular da Google, o Projecto Ara.

Este é, sem duvida, um dos projectos que espero que tenha sucesso, isto sim é inovação!

Talvez queiras ver:

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).