SamsungZ1
Após a obtenção de bons resultados na Índia com 50.000 unidades vendidas em pouco mais de uma semana, o primeiro smartphone com sistema operativo Tizen, o Z1 da sul-coreana Samsung, conseguiu agora vender no Bangladesh cerca de 20.000 unidades isto numa única semana.

Para muitos este Z1 estava morto logo à nascença, muito devido às especificações do terminal escolhido. Mas parece que a Samsung está a desenvolver um trabalho consciente e sem pressas, no intuito de amadurecer esta plataforma. Estes passos parecem estar ser seguidos pela Canonical com Ubuntu Touch no seu primeiro smartphone BQ Aquaris E 4.5 Ubuntu, este também com características modestas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

   

Este Samsung Z1 é um dispositivo de preço reduzido, custando cerca de 93 dólares. No hardware encontramos um processador dual-core Spreadtrum SC7727S com clock de 1.2 GHz e GPU Mali 400. O tamanho da memória RAM do smartphone é limitado a 768 MB, o ecrã capacitivo é de 4 polegadas TFT com uma resolução de 800×480 pixeis, e na parte de trás a unidade existe uma camera de 3.1 megapixeis.

Para as chamadas de vídeo neste Samsung Z1 vem instalado uma camera frontal VGA, o que deverá ser difícil agradar os fãs das selfies. Nas conectividades encontramos os módulos Wi-Fi, Bluetooth 4.0 e GPS, dois slots para cartões SIM. Para o comprador, o smartphone será de apenas 4 gigabytes de memória interna, mas pode ser expandida para 64 GB através de cartões de memória microSD. Também é oferecido no Z1 a função o modo de economia de Ultra Power, que também tem sido disponibilizado em alguns dispositivos Android do fabricante coreano. O sistema operacional que utiliza é o Tizen OS na sua versão 2.3.

E tu acreditas em novas plataformas de novos sistemas operativos? Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Façam-nos crescer com a vossa participação, nas nossas publicações do site e redes sociais. Partilhem e comentem, ajudem a crescer a tecnologia falada em português e com este espírito de equipe.