5 dicas para comprar online em segurança neste Natal

Rui Bacelar

O Natal de 2020 diferirá dos demais por inúmeras razões, por exemplo, na forma como fazemos as compras. Este ano em particular, muitas pessoas optam por fazer muitas das suas compras de Natal online.

Atendendo a esta realidade e aos perigos que por vezes se afiguram ao fazer compras online, deixamos algumas dicas e conselhos para comprar com mais segurança. São formas simples de manter os dados bancários a salvo das mãos dos cibercrime.

1. Comprar apenas de lojas online de confiança

Para minimizar o risco envolvido nas compras online devemos começar por evitar lojas suspeitas, sem provas dadas no mercado, ou com reviews pouco positivas. Mais ainda, devemos escolher vendedores com boa reputação para evitar esquemas fraudulentos.

Para a maioria das compras, estas são as melhores lojas online, tendo em conta as políticas de proteção do consumidor, preços praticados, oferta de produtos e facilidade de utilização. Adicionalmente, para quem está à procura da nova consola da Sony, estas são as melhores lojas para comprar a PS5 em Portugal, ainda que o stock permaneça escasso.

Há ofertas demasiado boas para serem verdade

Durante a quadra festiva, o típico meliante aposta na noção de que ninguém consegue resistir a um bom preço. É aqui que os utilizadores devem estar ainda mais atentos, especialmente se encontrarem produtos de marcas de luxo ou gadgets por valores muito abaixo do preço de mercado.

As promoções extremas são de suspeitar e ocorrem em quase todas as lojas online, por norma fazendo-se passar por vendedores legítimos. Atenção ao vendedor e às reviews e reputação do mesmo.

2. Procurar websites que usem encriptação HTTPS

Encriptação HTPS

Antes de avançar para o carrinho de compras, é melhor verificar se a loja online usa encriptação. Isto pode ser detetado pelo logo de um pequeno cadeado na barra de endereços do browser e um endereço web que começa com “https://”.

Este tipo de encriptação assegura que dados sensíveis, tais como as credenciais da conta, não serão enviados de forma clara, acrescentando uma camada extra de proteção. Isto independentemente de estar a fazer compras utilizando o Wi-Fi de casa ou um hotspot Wi-Fi público (a evitar).

Atenção que já existem websites fraudulentos que usam encriptação para reforçar o engodo.

3. Usar software de segurança que inclua proteção na Internet

Esquemas VPN

Ao fazer compras online, uma das melhores medidas de segurança a adotar é usar uma solução de segurança completa. Por norma, elas incluem funcionalidades como o bloqueio de websites suspeitos, além de proteção contra a maioria dos tipos de ataque, e até proteção em pagamentos para compras e transações.

Adicionalmente também é possível utilizar uma Virtual Private Network (VPN), sendo a ExpressVPN a melhor opção, mas existem outras opções entre as melhores VPN da atualidade.

4. Pensar antes de comprar ou fornecer informação pessoal

O que compramos, onde, e que tipo de informação a loja pede enquanto completa a compra. São perguntas que devemos fazer antes de avançar com a compra online.

Se decidir comprar, convém verificar os dados que o vendedor solicita. Aqui devemos preencher apenas a informação necessária e não partilhar em demasia. Isto para evitar que os dados vão parar às mãos erradas no caso de uma fuga de informação.

5. Verificar o extrato e agir rapidamente

Em caso de comportamento suspeito - após consulta do extrato - contactar o fornecedor de cartão de crédito e a loja.

Após efetuar uma compra, é uma boa ideia verificar o saldo da conta e garantir que tudo bate certo. Se alguma coisa estiver incorreta, contactar de imediato o fornecedor de cartão de crédito para perceber o que se passa. Assim, se algo de suspeito surgir, pode-se evitar perder o dinheiro para cibercriminosos ao bloquear os cartões.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.