Facebook toma novas medidas para impedir a divulgação de desinformação

Carlos Oliveira

A problemática das notícias falsas tem sido tema de preocupação ao longo dos últimos dois anos. Nesse sentido, a rede social Facebook acaba de anunciar mais um punhado de medidas para combater este flagelo.

Uma das principais medidas é direcionada aos grupos. De agora em diante, aqueles que mais desinformação fizerem circular terão um menor alcance no feed de notícias. Por conseguinte, serão menos aqueles que terão conhecimento daquilo que é referido nestes pequenos fóruns.

Facebook

Esta acaba por ser uma medida de extrema importância depois do que se passou em 2016, no contexto da eleição de Donald Trump como presidente dos EUA. Na altura, os grupos terão sido as principais plataformas de distribuição de informações falsas e que trouxeram para a ordem do dia esta problemática.

Facebook continua a combater afincadamente as notícias falsas

Outra das medidas tem que ver com a medição da fiabilidade em geral de cada publicação presente no Facebook. Desse modo, a rede social não se limitará a medir apenas a popularidade destas publicações dentro da plataforma.

Trata-se de uma medida em muito semelhante ao que a Google já usa para a apresentação dos resultados na Pesquisa. Assim, o Facebook poderá aconselhar mais acertadamente os seus utilizadores sobre quais são as publicações mais confiáveis e que devem ser seguidas.

Facebook

A verificação de factos também será parte integrante do futuro da maior rede social do mundo. Em parceria com um conjunto de organizações, o Facebook passará a facultar informação de contexto sobre os vídeos presentes na sua plataforma.

O Facebook Messenger não fica de fora das novidades

Esta aplicação de troca de mensagens também receberá novidades no combate à desinformação. Com efeito, e à semelhança do WhatsApp, o Messenger passará a permitir saber se uma determinada mensagens foi reenviada para nós. Ademais, terá direito a um botão de contexto sobre a matéria em causa.

Este é o mais recente lote de medidas que o Facebook toma para combater este flagelo mundial. Cada vez mais temos informação falsa a correr nestas plataformas, o que pode levar a que conclusões precipitadas possam ser tiradas pelos menos atentos.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.